Seu relacionamento é abusivo?

Você diz que o ama.

Vamos listar as coisas que fazem você amá-lo? Vamos ver se eu adivinho, por favor, me diga se eu estou errada: Quando vocês se conheceram foi maravilhoso, pareciam almas gêmeas, tiveram uma “conexão” que é difícil encontrar por aí. Não só vocês tinham muita coisa em comum, como ele era super atencioso. Aí um dia, do nada, surgiu a primeira briga. “É normal”, você pensou, “todo casal tem brigas, não é mesmo?”. Mas algo dentro de você, uma luzinha, uma “intuição”, ainda tinha certeza de que não era uma briga comum, dessas para vocês “se acertarem os temperamentos e as formas de ser”, era algo que ele parecia ter provocado, e você tinha certeza de que estava certa. Ai você foi tentar conversar com ele, e ele te contou alguma história triste sobre como ele é incompreendido / como a infancia dele foi dificil / como ele nunca tem tempo para ele / como ele não está onde gostaria de estar com a carreira e isso o frustra / como a ex dele o traumatizou / [insira aqui outro tipo de história], etc. Uma história que você NÃO ENTENDEU DIREITO, mas como pessoa compreensiva que é, resolveu respeitar, e até, ouso dizer, TE APROXIMOU MAIS DELE. Essas discussões e “falhos de comunicação” foram se tornando mais e mais frequentes, você parou de “cobrar” e reagir tanto quanto teria feito antes de conhecê-lo, e começou a pedir desculpas também, afinal, não é possível que seja sempre ele o errado, você também deve ter culpa nessa história. As desculpas dele vêm se tornando cada vez mais esparsas e menos satisfatórias, mas mesmo assim, quando ele volta, a sensação que você tem é boa, pois desaparecem do seu peito sentimentos de solidão, mas principalmente de confusão e ansiedade. Estranhamente você luta cada vez mais para voltar ao estado de felicidade que vocês tinham no início do namoro, mas não importa o quanto você faça, você sempre parece “falhar”, não ser boa o suficiente, nunca estar à altura do que é esperado de você. E em X anos de namoro, esta não foi a primeira “briga” desse tipo que vocês tiveram. Acertei?

Não quero te alarmar, mas você está namorando um sociopata.

O que eu descrevi são sintomas tão clínicos como chegar ao médico e falar “estou com febre, dor de cabeça, moleza no corpo, etc”, e ele diagnosticar dengue. Sociopatia é um DISTURBIO MENTAL e é cada vez mais facil de diagnosticar. 4% da população mundial é sociopata ou psicopata, o que quer dizer que estatisticamente, a CADA 25 pessoas que você conhece, UMA é. Não é tão improvável assim conhecer um, se você for parar para pensar.

É um choque de realidade que você toma, e será muito comum se encontrar perdida e confusa em meio de tantos sentimentos. Mas é melhor ter amado e perdido, do que viver com o psicopata para o resto da vida, não é?

Falo com conhecimento de causa porque saí de um relacionamento / “melhor-amizade” de 4 anos com uma pessoa que só descobri que é psicopata de alto risco quando uma amiga do trabalho (leia-se: um anjo da guarda) me viu dilacerada, com a mente torturada, chorando e tentando entender o que aconteceu, e me mostrou o caminho. Porque realmente os sintomas clássicos quando você descobre são confusão e descrença. E foi aí que eu encontrei o psychopathfree.com  e que foi criado o livredepsicopatas. Leia muito, se informe, que isso não só vai te ajudar a que as coisas façam sentido, como também ver que você não está sozinha, e inclusive diminuir a sua ansiedade. E NÃO CHEGUE PARA ELE e fale “amor, acho que você é um sociopata”. É A PIOR COISA QUE VOCÊ PODE FAZER. Apenas seja O MAIS ENTEDIANTE POSSÍVEL para ele enquanto está arranjando forças para terminar, e se possível termine mesmo antes de arranjar forças. Chore solteira e rodeada de amigos que acreditam em você e te apóiam e compreendem, e bloqueie sem dó. Melhor chorar agora (e prometo que vai passar!) do que arrastar por anos uma situação cujo grand finale que ele está preparando pode ir desde ele te largar e te ignorar do nada como se você nunca tivesse existido, a te manter submissa para sempre fazendo todas as vontades dele, até mesmo  a você se matar (psicopatas acham o máximo quando alguém comete suicídio por causa deles). Não tenho o intuito de te chocar, mas de te ACORDAR. Quando a gente está dentro dessa situação, a gente fica envolta por uma neblina e NÃO VÊ O QUE ESTÁ ACONTECENDO, e isso é parte dos jogos mentais deles. Fique bem, e qualquer coisa, estamos aí!

Se ajudar, veja fotos suas ANTES de conhecer a pessoa, e compare com fotos de AGORA. Você vai se chocar, mas vai perceber que esse relacionamento sugou sua vitalidade.

Um sintoma muito comum de um relacionamento abusivo é o total desrespeito do psicopata por você. Mesmo que o psicopata não xingue, não faça insultos machistas, não use violência física. É outro tipo de violência, violência mental. E tudo isso, com uma sutil cobertura de inocência, que faz você considerar se a culpa não é sua!

Você faz um ato fofo qualquer para ele. Algo para comemorar um aniversário de relacionamento, por exemplo. Ou o aniversário dele. Enfim, o que seja, algo que você fez de coração. Ele olha para a sua surpresa com descaso, e dá uma desculpa de que passou a semana muito ocupado e que não teve tempo. Ele vai falar sobre o chefe horrível, sobre a frustração com a carreira, etc. De repente, o foco, que era para ser na comemoração do relacionamento de vocês dois, no aniversário dele, etc. e na sua surpresa fofa, está todo nele e nos problemas dele. Você não manda para aquele lugar, porque você não é nenhuma insensível. Você inclusive se sente mal, fútil até, por ter “perdido tempo” preparando toda aquela coisinha boba, enquanto ele estava trabalhando, sofrendo, envolvido com responsabilidades sérias. Você nem fala nada pra não estragar a noite, mas algo dentro de você diz que você  deveria ter falado. Você acha aquilo muito insensível da parte dele. No dia seguinte, pede para se encontrar com ele para conversarem sobre isso. Ele arranja uma desculpa e diz que não vai dar. Você pede para ele ligar o skype, pelo menos, ele diz que “não é ideal”. Você, com o assunto entalado na garganta, faz o quê? Acaba “conversando” com ele por mensagem, mesmo. As aspas são porque não é uma conversa. Se ele se negou a te encontrar e até a ligar o skype, ele te negou o diálogo. E você monologa. E até sente que está IMPONDO essa conversa a ele (claro, ele está completamente fechado).

Ele responde: Acabou? E quando você diz que sim, ele simplemente manda um símbolo de joinha.

E não se fala mais nada a noite inteira.  Você passa a noite se torturando e pensando: “Será que sou sensível demais? Exagerei? Dei piti à toa? O que eu faço?”

No dia seguinte, ele te procura para pedir desculpas. E você, apesar de explicar que ainda está magoada e triste, acaba desculpando. Ele fica bem agressivo verbalmente, diz que faz tudo por você e você vê nada do que ele faz. Fala que se ele é um namorado tão péssimo, que você deveria terminar então, e procurar um escravo que faça todas as suas vontades, e que você acha que as coisas que ele faz por você são mera obrigação dele. Fala que você só sabe reclamar dele. Fala que se sente usado por você. Que parece que você está com ele por interesse. E que você não dá valor para tudo o que ele já fez por você, que só focou naquele dia específico (da supresa), que você esperava dele mundos e fundos e que ele não lê mentes para adivinhar quais são as suas expectativas, principalmente essas expectativas irreais de romantismo de príncipe no cavalo branco. Fala também que não acredita no amor de vocês, que acha que não vai passar de hoje. E você, em um ato de desespero, arrancando força de algum lugar que nem sabia que existia dentro de você, se acalma, deixa todo seu orgulho pra trás, toda mágoa, e tenta colocar o seu ponto, mas no fim acaba meio que “adaptando” seu próprio ponto para não parecer intransigente.

Você diz a ele que sabe que você não é uma pessoa muito fácil de lidar, que você tem seus defeitos, e sabe que alguns desses meus defeitos o magoam. Diz a ele que está disposta a mudar, não mudar para trocar de personalidade, mas para se tornar uma pessoa melhor. Diz que precisa que ele mude um pouco também, explica que não o acha um péssimo namorado, mas que tem algumas coisas negativas nele que acabam te magoando e que por isso ele precisa mudar.  Ele permanece irredutível, é difícil de conversar, mas diz no fim que se propôe a mudar. Vocês ficam “bem” (você, individualmente, nem tanto. Você ainda precisa de algo, que não sabe o que é. Um abraço?  Você acaba esse discurso exausta. Fisicamente exausta. Bom, pelo menos você foi compreensiva, né, tem tanta mulher por aí que teria dado pití e não entendido o lado dele. Você até se sente um pouco orgulhosa. Você é diferente das outras).

Amiga, vamos desde já dar esse tapa na sua cara: Tudo o que ele falou tem apenas um nome: gaslighting. E apesar da “embalagem” de desculpas (que de desculpa não tem nada), é a clara e evidente CONTINUAÇÃO do abuso. Ele foi extremamente grosso com você no dia anterior, te diminuiu e te fez sentir um lixo, alguém cujos pontos (muito válidos) não passam de nhenhenhem, e aí a “conversa” que vocês têm é na verdade um discurso épico sobre como VOCÊ não entende ele, como VOCÊ não se coloca no lugar dele, como VOCÊ parece egoísta, como VOCÊ parece estar com ele só por interesse (oi?!?)… Buaa buaa coitadinho dele, e aí ele faz uma cara “fofa e compreensiva” e “te perdoa” e te beija porque ele é tão benevolente que vai TE dar outra chance???

Vamos analisar:

– Você tinha CERTEZA de que você estava certa, e agora por alguma razão você pede desculpas e se sente culpada por ter incomodado ele. = GASLIGHTING.

– Você aprende que na verdade ele é um homem ocupado e que “faz tudo por você”,  mas “não pode sair te dando toda essa atenção que a sua carência necessita” (ou seja, fazer você acreditar que é carente com essa manobra também é gaslighting), e aí você fica pianinha e não vai exigir tanto da próxima vez para não causar o mesmo resultado = GROOMING (ou seja, o camarada te AMANSOU e te PROGRAMOU).

Não teve NADA de autêntico nessas desculpas flor, isso é manipulação das mais puras e deslavadas. Olha como você está se sentindo; Ele está predando você e sugando sua alegria e força de viver.

Quando o cara apresenta esse comportamento, NÃO tem diálogo que resolva. Ele NÃO muda, NÃO vai mudar. Tudo o que você disser SERÁ usado contra você. Qualquer tentativa de diálogo que você tiver só vai te levar mais e mais fundo nessa espiral de sofrimento, culpa e dúvida de si mesma em que você ja está. E os maus tratos vão ficar cada vez piores, ainda que jamais venham a ser fisicos. Se você nao cria forças para terminar um relacionamento desses, só duas coisas podem acontecer:

1) Ele um dia te descarta como se nada tivesse acontecido entre vocês, e 2 dias depois posta foto no facebook com a nova peguete, que está fresca como uma rosa;

2) (o que é pior que a 1ª) Ele continua te amargando por anos a fio, até você virar um bagaço de pessoa, completamente submissa a ele.

O que ele fez não foi te pedir desculpas. Foi voltar e te “premiar” por VOCÊ ter pedido desculpas. Um biscoitinho por bom comportamento. Ele está querendo te amansar. Gente manipuladora NÃO MUDA e NÃO AMA. Ele não está com você por amor, mas pelo prazer doentio que tem em controlar alguém.

Mais uma coisa para pensar: você não ama ele, você está VICIADA nele, exatamente como qualquer cheirador. Sim, é uma dependência química COMO QUALQUER OUTRA, mas a química neste caso não é algo que você coloca no corpo, são os hormônios secretados por você mesma (endorfina, oxitocina, etc), que ele hiperestimulou a níveis mais altos que o normal no começo do namoro. E ele ir embora gera mais que nada uma CRISE DE ABSTINÊNCIA, repare. Isso é normal, pois na fase inicial da relação, quando ele te bombardeu de atenção e das coisas que você gosta, ele atingiu as áreas do seu cérebro associadas ao prazer, causando uma euforia, que você quer sempre voltar a recuperar no mesmo nível da primeira vez (como quando sua mãe te explicou que drogas são ruins, e que um drogado precisa de cada vez mais cocaína – ou outro tipo – para ter aquela sensação inicial, e que precisa pagar cada vez mais caro para receber do traficante cada vez menos quantidade). Dá nojo, eu sei. Mas não tem outra. E ponha uma coisa na cabeça: Não existe essa de “a pessoa certa o mudará e ele será feliz com outra”. ELE NÃO TEM CURA. Não tem. Você tem. A cura, para VOCÊ – que é quem importa aqui – é CORTAR COMPLETAMENTE O CONTATO E NÃO CAIR NA TENTAÇÃO DE RECONTATAR. Você vai se sentir melhor, prometo.

FOTO:
Daniel Tafjord

6 thoughts on “Seu relacionamento é abusivo?

  1. O melhor site! O melhor que ja li sobre esses assuntos! Passei por isso 3 anos com uma pessoa exatamente da mesma maneira como você descreve, só que ele detalhava muito mulheres pra mim, a pele delas, o cabelo…quando reparei estava me comparando com as mulheres lindas que ele achava, tentando ser igual elas pra ele me achar bonita, e no começo eu era muito bonita, linda, ele que dizia, eu era incrivel!!! Sao todos muito parecidos agem de maneiras muito parecidas, estou tentando me reestruturar perdi quase 9 quilos neste tempo sem fazer uma dieta sequer, mas minha mente sempre volta pra ele é como se sentisse uma saudade insuportavél, mas sei que não é saudade…que Deus me ajude.

    1. S.m que bom que você achou esse site! A gente também só conseguiu entender o que estava acontecendo depois que leu um site explicando tudo… O que você está descrevendo é “triangulação”. Ontem na nossa página do facebook uma leitora mandou um vídeo que ela achou no YouTube, chamado “8 sinais que identificam psicopatas”, de um canal novo que chama “Nerdices Aleatórias”. Procura lá no YouTube! E é verdade, são todos muito parecidos, mas pelo menos, agora, com informação, a gente consegue entender, se curar e se proteger. Demoramos para responder porque ficamos meio afastad@s, mas esperamos que desde o dia que você escreveu essa mensagem, já esteja se sentindo muito melhor!

      1. Eu li muita coisa, mas nada como li aqui. Chorei do começo ao fim do texto. Pareço estar lendo a minha história. Foram 3 anos nisso e eu nao sei pq nao consegui terminar antes. Ha 10 dias ele terminou comigo, e hj, tao rapidamente ja fui trocada, sou como um lixo pra ele q ele ainda continua torturando. Ficando feliz com meu sofrimento e esfregando ma minha cara q está otimo e ja com outra. Nem lembra mais q eu existo em 10 dias. Eu q dei a vida pra ele,q ajudei em tudo quando mais precisou, mesmo suportando o jeito dificil dele. Estou sem chão.. Mas o texto foi um na cara..exatamente oq eu vivi. Me sinto mal por estar sofrendo por ele e por amar..

        1. Daniella, querida, sinta-se abraçada. Leia, entre no nosso grupo de Facebook, conte sua historia, divida, se informe. Vai passar porque passou para tod@s nós sobreviventes. Ele não te trocou por outra, ele sugou sua vitalidade e agora quer outra vítima. Cabe a você sentir-se GRATA por ter se LIVRADO dessa aberração de indivíduo e de uma história que poderia ter acabado muito pior

  2. Caramba, a relação com as drogas, o vício, é exatamente ISSO. É a busca do prazer INICIAL que nunca teremos, é igualzinho à Cocaína. MESMA COISA

Comments are closed.