Tortura por Triangulação

Para te atrair para mais perto deles, narcisistas patológicos e psicopatas criam uma aura de desejabilidade, uma imagem de que são queridos e cortejados por muitos. Um dos objetivo dessa estratégia é criar em você um ponto de vaidade, em que você se sente o foco preferencial da atenção deles, a pessoa escolhida, que venceu uma multidão de admiradores. Eles fabricam a ilusão de popularidade se rodeando de membros do sexo oposto (*no caso de heteros): amigos, exes, e a pessoa que eventualmente será a sua substituição. Então, eles criam triângulos que estimulam a rivalidade e aumentam o “valor percebido” deles. (Adaptado de “The Art of Seduction”, de Robert Greene).

***Uma observação antes de continuar: as pessoas se apaixonam e desapaixonam. As pessoas acham novos amores, antes e depois de relacionamentos chegarem ao fim. Pessoas chifram umas às outras. Esta seção não é sobre essas ocorrências cotidianas, não importa o quão devastadoras e injustas elas sejam. Em vez disso, vou descrever um conjunto muito específico de padrões e comportamentos que os psicopatas utilizam a fim de torturar e controlar os seus alvos.***

Psicopatas, assim como a maioria dos predadores, buscam poder e controle. Eles querem dominar seus parceiros sexualmente, emocionalmente e fisicamente. Eles fazem isso através da exploração de vulnerabilidades. É por isso que eles adoram te bombardear com atenção e bajulação no início do relacionamento, porque não importa o quão forte ou confiante você seja, estar “apaixonada(o)” torna QUALQUER UM vulnerável. Psicopatas não precisam de agressão física para te controlar (embora às vezes eles usem). Em vez disso, relacionamentos proporcionam a eles a oportunidade perfeita para te consumir e esgotar, a través de fabricar a ilusão do amor. É por isso que é tão prejudicial quando gente de fora diz: “Ai gente, por que você simplesmente não terminou?” Você nunca entrou em um relacionamento com o psicopata com a expectativa de ser abusada, menosprezada, e criticada – primeiro, você foi ludibriada para se apaixonar, que é o vínculo humano mais forte do mundo. Psicopatas sabem disso.

Então, como psicopatas fazem para manter um vínculo tão forte sobre os seus alvos? Um dos métodos favoritos é através de triangulação. Quando menciono este termo, os sobreviventes muitas vezes pensam logo no próximo alvo, mas nem sempre é o caso. Psicopatas usam triangulação com freqüência para parecerem “muito cotados”, e para te manter obcecada(o) com eles em todos os momentos. Isso pode ocorrer com qualquer um:

1. Sua família

2. A família deles

3. Seus amigos

4. Os amigos deles

5. Exes

6. Futuros

7. Totais desconhecidos

8. Pessoas imaginárias

A capacidade do psicopata para fazer grooming nos outros é incomparável. (Grooming é programar alguém para agir do jeito que eles querem). Eles sentem uma intensa euforia quando colocam pessoas umas contra as outras, especialmente quando é por causa de uma competição por eles. Psicopatas vão fabricar situações para te causar ciúmes e questionar a fidelidade deles. Em um relacionamento normal, as pessoas vão fazer de tudo para provar que eles são de confiança, mas o psicopata faz exatamente o oposto. Eles estão constantemente dando a entender que eles poderiam estar seguindo outras opções, ou passando o tempo com outras pessoas, de modo que você nunca pode se assentar em um sentimento de paz. E eles vão sempre negar isso, te chamar de louca por ter levantado a questão.

O ponto aqui é que você foi acostumada a um alto nível de atenção, depois que eles primeiro te atrairam para a rede, por isso você sente que é algo muito pessoal e confuso quando eles direcionam a atenção a outros lugares. Eles sabem disso. Eles vão “esquecer” planos com você, e passar alguns dias com aqueles amigos de quem sempre reclamaram para você. Eles vão te ignorar para passar mais tempo com a família deles, quando eles tinham dito inicialmente que todas aquelas eram pessoas horríveis. Eles vão procurar a simpatia de uma ex quando um membro da família deles morre, e te explicar que eles apenas têm uma “amizade especial” que você não entenderia. Muitas vezes, para não dizer sempre, essa ex é alguém que primeiro eles falaram que era abusiva, louca, instável, estressante.

Buscar atenção, simpatia e conforto de pessoas que não são você é uma tática muito comum do psicopata. Como uma pessoa empática, e como parceira(o) deles, você legitimamente sente que eles deveriam estar buscando conforto em você. Era você quem sempre os “curava” no passado, então o que é diferente agora? Eles certa vez alegaram que eram uma pessoa sofrida, machucada, e que você era a razão pela qual eles estavam felizes de novo. Mas agora, eles se voltam para amizades particulares ou relacionamentos passados que você “nunca entenderia”. E eles vão sempre se certificar de esfregar isso na sua cara.

Isso me leva ao próximo tópico: redes sociais.

A tecnologia torna muito mais fácil para os psicopatas manipularem através de triangulação. Pode ser tão simples como curtir um comentário de uma ex antiga, ignorando um seu. Eles vão “acidentalmente” fazer upload de um álbum de fotos onde eles estão abraçando ou beijando aquela ex que eles certa vez afirmaram odiar. Tudo parece ser não-intencional – muitas vezes você atribui isso a uma possível insensibilidade deles – mas não se engane: isso é cuidadosamente calculado.

Eles vão postar status estrategicamente ambíguos, até fotos de perfil ambíguas, músicas e vídeos que sugerem que você pode estar “perdendo-os” (meu preferido foi ele ter postado “The Thrill is Gone”, de BB King, que A EX DELE CURTIU). Eles irão compartilhar coisas que são intencionalmente pensadas para atrair novos alvos, e antigos também. Por exemplo, uma piada interna com a nova vítima. Ou uma canção de amor que compartilhavam com a ex. Isto faz duas coisas:

1) Ele deixa você sentindo desequilibrada, ansiosa, e com ciúmes (e claro, “é só facebook”, “é só uma besteira”, “que broxante você ficar tanto tempo nas redes sociais e analisando tudo”, “você está me estalqueando?” Tudo é bobinho ou irrelavante demais para causar uma briga que, se acontecer, vai ser “por culpa sua”).

2) Isso também faz a concorrência se sentir confiante, amada e especial. Eles estão fazendo grooming nos outros ao mesmo tempo que estão corroendo a sua identidade, sua sanidade, seu lugar ao lado deles. Dois coelhos com uma cajadada só!

Eles QUEREM que você os confronte sobre essas coisas, porque elas são tão aparentemente mínimas (como falei acima) que você vai parecer louca, neurótica e ciumenta por levantar a questão. Eles vão calmamente fornecer uma desculpa para tudo e depois te culpar. Abuso velado é impossível de provar, porque é sempre estrategicamente ambíguo. Você não pode provar que eles estão atraindo a ex por causa de uma música que postaram em rede social, mas você sabe, intuitivamente. É assim que eles finalizam o processo de fabricação de loucura. Porque vamos ser honestos: reclamar de status e comentários de Facebook parece imaturo. Isso é exatamente como eles querem que você se sinta.

Psicopatas também têm habilidade expert em se cercar de personalidades do tipo doadora, pessoas com inseguranças pessoas que encontram auto-estima em cuidar dos outros. É por isso que a sua devoção parece tão insignificante e substituível durante a relação. Eles adoram qualidades em outras pessoas que não têm nada a ver com você, às vezes, até o exato oposto do que você é. A mensagem é simples: você já não é mais especial. Você é substituível. Se você não der a idolatria que eles merecem, eles sempre têm outras fontes. E mesmo se você der a eles energia positiva e atenção, eles vão se cansar de você eventualmente. Eles não precisam de você. A atual roda de fãs deles sempre vai mimá-los e admirá-los, fazendo você acreditar que eles realmente devem ser uma pessoa incrível. Mas dê uma olhada cuidadosa ao redor. Você verá que todos esses membros da rodinha de fãs parecem ter uma miséria implícita neles (seja causada pelo psicopata, ou seja porque são pessoas carentes, inseguras, com necessidade de auto-afirmação, com desejo de ter uma popularidade que nunca tiveram, etc.)

A triangulação final acontece quando eles tomam a decisão de te abandonar. Aí é quando eles vão começar livremente a falar sobre o quanto essa relação de vocês os está machucando, e como eles não sabem se eles podem mais lidar com o seu comportamento. Eles podem mencionar a você terem falado com um amigo próximo sobre o seu relacionamento, entrar em detalhes sobre como ambos concordaram que seu relacionamento não era saudável. Nesse meio tempo, eles estiveram descaradamente ignorando mensagens frenéticas que você mandou, tentando ter um diálogo aberto e racional e resolver qualquer questão, salvar a relação. Você vai estar sentada lá perguntando por que eles não estão conversando com você sobre estas preocupações, considerando que o relacionamento é de vocês dois.

Bem, a razão é que eles já tomaram a decisão de te jogar fora, agora eles estão apenas te torturando. Eles só procuram aconselhamento de pessoas que eles sabem que vão concordar com eles. Aquela “amiga” com quem eles estão falando é, provavelmente, o próximo alvo.

Depois da separação, eles vão se gabar abertamente sobre como eles estão felizes com a(o) nova(o) parceira(o), onde a maioria das pessoas normais se sentiria muito envergonhada e sigilosa sobre entrar em um novo relacionamento tão rapidamente. E ainda mais surpreendente, eles totalmente esperam que você esteja feliz por eles. Caso contrário você é amargada e ciumenta.

Durante este período, eles fazem uma avaliação pós-descarte. Se você rastejar ou implorar, pode ser que eles ainda encontremr algum valor na energia. Eles tanto terão nojo como estarão deliciados com o seu comportamento. Se você atacar e começar a desvelar as mentiras deles, eles vão fazer tudo que estiver ao alcance deles para te levar ao suicídio. Mesmo se você voltar a eles mais tarde com um pedido de desculpas, eles vão desprezar permanentemente qualquer alvo que já tenha ousado retrucar e contestá-los. Você já viu demais: o predador por trás da máscara.

É por isso que eles constantemente esfregam a(o) nova(o) parceira(o) na sua cara, postam fotos e declaram a felicidade deles online. Provando o quão felizes e perfeitos eles são. É uma tentativa final para te levar à insanidade com triangulação. Para fazer você culpar o novo alvo, em vez do verdadeiro agressor. E claro, de uma forma que a culpa seja toda sua, afinal, você é a perturbada e ele só está “na dele”, “sendo feliz com a vida dele” e com a “linda nova história”.

Exes que seguem envolvidas de alguma forma não entendem que elas(eles) são marionetes para o psicopata. Em vez disso, elas(eles) sentem que estão cumprindo algum tipo de lindo dever como amiga(o), alguém que sempre vai estar lá por eles. Elas(eles) não entendem que só são mantidas por perto para apimentar as coisas quando o psicopata fica entediado. Elas(eles) não vêem que são a base de tantas brigas, não porque a amizade delas(deles) com o psicopata é especial e invejável, mas porque o psicopata intencionalmente cria esse drama. Elas(eles) estão operando iludidos de que a amizade que têm com o psicopata é brilhante, única e sem precedentes. Quando, na realidade, são usadas(os) apenas para triangulação.

Então, como você pode se proteger contra esse abuso emocional devastador? Primeiro, você deve aprender sobre auto-respeito. Vou discutir isso com mais detalhes mais para a frente no livro. Mas o ponto básico é, você precisa saber o que é um comportamento aceitável e inaceitável em um relacionamento. Você deve saber que um parceiro que trai e antagoniza não merece o seu tempo. Sim, não são todas as vítimas que perdoaram traições. Muitas vezes, o abuso é tão sutil e astuto, e as mentiras e contos de pena tão bem encenadas, que você só vai saber o que está acontecendo quando é tarde demais. Você nunca deve se conformar com achar que está louca(o), para justificar o comportamento extremamente duvidoso. Mas isso é difícil de fazer com abuso sutil, velado, desenhado para fazer a vítima ficar louca.

Então, aqui é onde eu introduzo “A Regra Detetive”. A idéia é simples: se você se pega agindo como detetive com alguém, você remove essa pessoa da sua vida imediatamente. Lembra da sua Constante? Você age como detetive com essa pessoa? Você estalqueia o Facebook da sua Constante e questiona toda e qualquer intenção dela? Não, claro que não. Então você sabe que o denominador comum é externo.

Mesmo se essa sensação de desconfiança parecer obscura e irracional, confie no seu instinto. Se você está constantemente se preocupando ou duvidando dos seus próprios pensamentos, é hora de parar de culpar a si mesma(o) e começar a tomar medidas.

Milagrosamente, cada vez que você remove essa pessoa tóxica da sua vida, você vai ver que a ansiedade diminui. Alguns de nós são melhores em julgar a nós mesmos do que outros, então isso finalmente, te dá uma oportunidade de colocar isso em uso. Você pode decidir se você gosta ou não do jeito que você se sente perto de alguém. Ninguém nunca pode te dizer que seus sentimentos ou sensações estão errados. Lembre-se da pergunta: “Como você está se sentindo hoje?” A resposta é tudo o que importa.

Triangulação deixa cicatrizes emocionais de longa duração, e isso faz você se sentir como se você fosse um monstro ciumento, carente e inseguro. Comece a curar as cicatrizes e entender que elas foram fabricados. Você não estava sendo você mesma(o), você foi manipulada(o). O seu verdadeiro eu é gentil, amoroso, de mente aberta, e compassivo. Nunca questione esses fatos novamente.

Do livro Psychopath Free, disponível online em: http://Book.PsychopathFree.com

tradução de LDP

triangulacao psicopata relacionamento abusivo

4 thoughts on “Tortura por Triangulação

  1. faz todo sentido quando se olha a relação a distancia, só quem vive um relacionamento assim é capaz de entender realmente, isso deixa marcas a longo prazo que são dificeis de apagar…

    1. Por isso que a informação segue sendo a melhor cura. Eu estava à margem da insanidade quando uma amiga me ouviu, contando a minha história me culpando (“eu traí a confiança dele”, etc), e falou “esse homem é um psicopata”. E falou “gente, parece que ele está… como é a palavra? Fazendo grooming em você para você se achar a culpada”. Foi aí que eu procurei “grooming” no google, e artigos e mais artigos começaram a aparecer, e tudo começou a fazer sentido… se não fosse por essa “dica” de informação que ela me proporcionou, eu estaria sofrendo até hoje, para não pensar em coisa pior…

  2. Oi Renata, muito obrigada pelos seus textos. Estão me ajudando muito a ter mais consciência do que vivi ou ainda vivo. Cada texto que leio é como se visse a relação que tive e hoje já afastada “eu” complemente há 4 meses mas ele ainda não 100%. Estou com uma otima psiquiatra (claro! pq tb pensei que estava entrando no mundo da insanidade total) estou vendo que terapia poderia fazer, vc fez algum tratamento terapêutico? se sim, qual? me ajudaria muito. Pq realmente ter um relacionamento com um psicopata é destruidor, mas tive ajuda antes q ele me destruísse complemente. Mais uma vez obrigada por seus textos.

    1. Oi Cora, fico feliz que tenha ajudado, mas não chamo Renata 😀 Só li bastante e fui a grupos de apoio, foi um tratamento terapêutico, mas não cheguei a ir a nenhum profissional fazer consulta particular. Felizmente para mim o choque e a volta à realidade foram muito rápidos, e devo isso à minha amiga e ao site que falo na página “sobre”. Mas se você considerar que ajudará no seu caso, super recomendo. Cada pessoa é diferente. Espero que agora, quase 6 meses depois, você já esteja 100% melhor!

Comments are closed.